O processo de luto ocorre sempre a partir uma perda. Exemplos de perda podem ser: demissão em um emprego ou aposentadoria; a saída de um filho de casa; divórcio ou separação; mudança de casa ou cidade; morte de um ente querido.

Para a grande maioria das pessoas, o luto acontece da mesma forma: uma grande mistura de sentimentos de ansiedade, raiva e tristeza. A duração e a expressão do luto variam entre pessoas e entre culturas, não existindo um tempo considerado “normal”.

As pessoas em processo de luto podem apresentar as seguintes características: perceberem-se em ameaça, sozinhas e sem saída; acreditarem que não foi feito tudo para evitar a perda, culpando a si próprio ou outras pessoas; acharem que a vida não tem mais os mesmos atrativos e que nada pode ser mudado com relação a isso.

A busca por apoio profissional deve ser considerada uma possibilidade sempre que alguns sintomas permanecerem a mais de seis meses, como: isolamento social, insônia, perda do apetite e peso. Há pessoas que desenvolvem pensamentos suicidas, os quais devem ser acompanhados o mais rápido possível por um profissional especializado.

Agendar Consulta